Santuário do Rocio participa do Fórum de Turismo Religioso, em Maringá e divulga a festa da Padroeira do Paraná.

clone tag: -7978639208262630309

Na quinta e sexta, 17 e 18, aconteceu em Maringá o Fórum Paranaense de Turismo Religioso,. um evento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio), da Prefeitura de Maringá e da agência Paraná Turismo.

Representando o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, participaram no evento, o administrador Adan Carlos da Silva e a Turismóloga Danniela Pereira. O fórum é realizado com o objetivo apontar caminhos para qualificação profissional e a valorização do patrimônio histórico e religioso do Estado Atualmente o Paraná possui 25% de seus atrativos no segmento do turismo religioso. De acordo com dados do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo (MTur), mais de 17 milhões de brasileiros viajam pelo país, motivados pela religião.

O fórum teve mais de 300 participantes, entre representantes públicos dos municípios que integram o Mapa do Turismo Brasileiro, de instituições de ensino superior, das pastorais de turismo, entidades, empresas ligadas ao segmento, autoridades religiosas e estudantes.

A imagem de Nossa Senhora do Rocio foi trazida ao palco e entregue aos organizadores no início do evento. Os representantes do Santuário e a superintendente de turismo da Prefeitura de Paranaguá, Fernanda Inasaris receberam visitantes no stand, onde foram mostradas as melhorias feitas no local e divulgada a festa da Padroeira do Paraná que se inicia no próximo dia 3 de novembro. Esta edição do Fórum Paranaense de Turismo Religioso teve ainda o apoio da CNBB, Retur, Abav-PR, Assintec e Pastoral do Turismo.

A Devoção e a Celebração da Padroeira do Paraná

A devoção à NSra do Rocio, se iniciou com uma imagem “pescada” na baía de Paranaguá no século XVII. A devoção tomou vulto e firmou-se quando os habitantes da vila foram assolados por uma peste e recorreram à Mãe de Jesus, rezando junto à imagem da Senhora do Rocio. A terrível doença foi contida e desde então multiplicam-se testemunhos de curas e bênçãos e os relatos são passados de geração a geração pelos que nascem na cidade e levados para todo o mundo pelos marinheiros e visitantes que vem ao porto ali instalado há mais de um século.

Como a devoção, os testemunhos de milagres e graças começaram a ser relatados em outros lugares. Os bispos do Paraná, em 1939, reconheceram a Nossa Senhora do Rocio como padroeira do estado e levaram o pedido ao Papa Paulo VI que em 1977 declarou, “ad aeternum” (para a eternidade), Nossa Senhora do Rocio como a Padroeira do Paraná.

Celebrando Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná, uma grandiosa festa se inicia no próximo dia 3 de novembro. O evento completa, neste ano, a sua 206ª edição. É a maior festa religiosa do Paraná e recebe em torno de 100 mil pessoas durante os 15 dias da programação, contando os participantes da parte religiosa, dos eventos sociais e das procissões. Os organizadores já divulgaram o calendário oficial e os Missionários Redentoristas, responsáveis pelo Santuário, contam com mais um ano de muitas bênçãos e com muitos devotos aos pés de Nossa Senhora do Rocio, na cidade mãe do Paraná. +

(Veja cartaz e programação completa da Festa em Louvor à NSra do Rocio)

(Pascom Diocese de Paranaguá)