PARANAGUÁ E A DEVOÇÃO À NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

– Paranaguá é a sede da Diocese (na Igreja Católica, a unidade territorial ligada a um Bispo) que tem como padroeira Nossa Senhora do Santíssimo Rosário. No dia 29 de julho de 2019 completa 371 anos!

Um dos primeiros nomes do povoado formado na costa brasileira, muitas léguas abaixo de São Paulo, em torno de uma pequena igreja, foi Vila de Nossa Senhora do Rosário de Paranaguá. A igreja, pelos registros históricos, é a primeira edificação católica construída no Paraná e a primeira no Brasil dedicada à Nossa Senhora do Rosário.

Em estilo colonial português, do século XVIII, a igreja matriz tem o primeiro marco de sua construção datado de 1578, ou seja, há 441 anos. É formada por quatro partes: nave, capela mor, sacristia lateral e torre.

A escolha de dedicar a primeira igreja do povoado à Santa Maria, Mãe de Jesus, sob o título de Nossa Senhora do Santíssimo Rosário, foi provavelmente dos primeiros habitantes e administradores europeus. Na época, os navegadores espalharam a notícia sobre a vitória da armada católica em Lepanto (Grécia). O sucesso da armada católica e seus aliados, na batalha naval, evitou que os turcos invadissem a Europa. No dia da batalha, 7 de outubro, houve uma procissão em Roma, com os fiéis rezando o terço e pedindo a intercessão da Senhora do Rosário. Desde então, esta data é comemorada por toda a Igreja.
Nossa Senhora libertou o mundo do perigo de perder a liberdade religiosa.

Na história de Paranaguá também temos um relato de libertação ligada à oração do rosário: Os registros históricos dão conta que, em 1718, entrou na baía de Paranaguá, o navio de bandeira francesa comandado pelo capitão Bolorot com uma valiosa carga em prata.

A carga era alvo do navio pirata “Louise”, que navegava ao seu encalço. O navio francês ancorou na parte interna da Ilha da Cotinga, e os piratas fundearam na parte externa da ilha. Quando o capitão do cargueiro soube, achou melhor adentrar mais e veio ao porto chamado “de Nossa Senhora”.

Toda população do lugar alarmou-se, sem defesa nem armas era esperado que a vila fosse saqueada assim como o cargueiro. Na aflição, muitos se reuniram na igreja matriz para rezar o rosário, implorando o auxílio da padroeira e pedindo a Deus por proteção.

Repentinamente, o dia que estava em calmaria no mar, transformou-se. Uma forte trovoada ao Sudoeste, trouxe a tempestade! Os piratas sem tempo de procurar abrigo, com a embarcação violentamente atingida pela força do céu e do mar, rapidamente naufragaram e a quase toda a tripulação pereceu afogada. Ao amanhecer, a notícia se espalhou e a vila foi tomada por grande alegria: “Nossa Senhora do Rosário livrou a todos do mal!”.

A história de Paranaguá, não tem como ser contada sem citar Nossa Senhora do Rosário e velha Igreja Matriz. A primeira cidade do estado, chamada de Mãe do Paraná tem, desde sua origem uma Mãe divina: Nossa Senhora do Santíssimo Rosário!

Parabéns Paranaguá! Que Nossa Senhora do Santíssimo Rosário, a proteja e abra os caminhos de um lindo futuro para todo o seu povo!

(Texto/fotos: Giolete Babinski – Pascom Diocese de Paranaguá)

Fontes: IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá) – https://www.facebook.com/museu.IHGP/, http://www.naufragios.com.br/louise.html https://pt.wikipedia.org