MISSÃO JESUS NO LITORAL MOSTRA A IGREJA JOVEM E MISSIONÁRIA

– Em Pontal do Paraná, fomos ver e viver um dos dias da Missão Jesus no Litoral, um projeto da RCC Juventude do Paraná que acontece há 17 anos.
O projeto
As notícias e as postagens dão conta que no dia 26 de dezembro, teve início a JNL 2019, com seu QG (base) montado em Matinhos, cidade do litoral paranaense. Mostram que se trata de um Missão formada especialmente por jovens profundamente envolvidos com a Igreja Católica, através de grupos de oração, pastorais e movimentos. A equipe de jovens missionários, somados ao pessoal de apoio e os organizadores, soma 400 pessoas e envolve as 18 dioceses do estado. A preparação e organização do projeto foi feita com muita antecedência e as vagas disponibilizadas para as dioceses levando em conta o número de pessoas em cada uma.
O Paraná é o estado pioneiro na “Missão Jesus no Litoral”, realizada pela primeira vez em 2002. Idealizado pelo Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica, foi pensado com o objetivo de evangelizar, a partir da “força jovem”, também no período de férias, levando a mensagem de Jesus onde o povo está. Atualmente a JNL se realiza em vários estados do Brasil.
Esta edição, segue até o dia 04 de janeiro de 2020 e o encerramento será com a Santa Missa, às 20 horas, no Complexo Educacional Francisco dos Santos Junior, localizado no bairro Tabuleiro, em Matinhos.
Um dia na Missão
No balneário Shangri-Lá, munícipio de Pontal do Paraná, a comunidade do Sagrado Coração de Jesus, recebeu os jovens para um dia da Missão JNL. Tudo começou muito cedo com os preparativos do café da manhã para 120 jovens (parte da equipe total) vindos de Matinhos.
O trânsito complicado atrasou a chegada dos dois ônibus. Os jovens disseram que nem ficaram chateados, no caminho rezaram, conversaram e cantaram. Foram recebidos pelo Padre João Mário Timóteo, da paróquia local, São Pedro e São Paulo, e pelo Padre Gustavo Gregório, novo coordenador estadual da Juventude.
Após o café, a oração e as instruções da primeira parte do dia. Organizados em grupos menores, nos quais colocaram o nome de Santos da Igreja, começam a juntos a caminhada até a praia. Vão cantando e cumprimentando moradores, veranistas e comerciantes, com um “Bom Dia” e “Jesus te Ama”.
Na praia, cada grupo toma uma direção. Em pares ou trios, vão até os guarda-sóis, ou nas areias mesmo, buscam conversar com os veranistas. Cada jovem se apresenta como missionário da igreja católica, citam o nome do projeto. Com seu sorriso e simpatia conquistam a atenção de muitos e respeitosamente agradecem aqueles que não querem conversar. Dizem que estão ali para falar do amor de Jesus, perguntam como foi o ano para aquelas pessoas, quais suas expectativas, contam de onde vieram e conquistam a empatia dos ouvintes. Depois de conversas discretas ou animadas, preparam-se para se despedir e antes de se retirar, propõem fazer juntos uma oração.
André Luiz, da Diocese de Cornélio Procópio, participa pela segunda vez da JNL, disse que na abordagem os missionários são orientados a dar também o próprio testemunho, contar o que Jesus fez na vida deles. “Eu tenho certeza que Deus está me moldando aqui. Está transformando a minha vida nesse “Jesus no Litoral” e vai fazer ainda mais a partir da volta para casa”, comentou.
O sol está a pino, quando a organização reúne os grupos e volta para comunidade acolhedora. São recebidos no salão paroquial com o almoço, preparado pelas voluntárias. “Quando ficamos sabendo da vinda deles, nosso coração ficou em festa. É uma alegria diferente, que nos fortalece cada vez mais na missão que Deus nos confiou” afirma o Padre João Timóteo. Ele conta que Paróquia recebe a Missão pela terceira vez.
Ouvem-se muitos elogios para a comida servida, mas o descanso é breve. Todos voltam para a Igreja. A Santa Missa é então celebrada pelo Padre João Mário junto com o Padre Gustavo, quem faz a homilia. Padre Gustavo lembra que a juventude no Paraná é a profecia viva dos tempos atuais nos quais a Igreja, o Papa Francisco, têm falado tanto, insistido e motivado para a ação evangelizadora “Em Saída”.
“Vocês são para nossa igreja um grande sinal de vida e salvação. A RCC Paraná, com esta missão, faz isso há 17 anos! Não tenham medo de anunciar, mas sim de se calar. Não se perde a juventude, se ganha a santidade. Vocês trazem uma grande alegria para toda a Igreja. A alegria de mostrar que existem jovens dispostos a sair da sua comodidade para anunciar Jesus. Vocês são orgulho para a Igreja”, disse o Sacerdote.
Renovados pela Santa Missa e recuperados pela Eucaristia, os jovens seguem para mais um momento da JNL: a visita às casas. Acompanhamos o grupo “Santa Tereza D`Ávila” em uma das ruas do Balneário. Primeiro a preparação de pegar as mochilas, verificar o mapa e fazer a oração específica da equipe. A líder do grupo, Nathalia, direciona todos ao local das visitas. Ela combina com as duplas o lado de cada um na rua, fica cuidando para não baterem na mesma casa e dá o apoio necessário.
Como na praia, alguns são receptivos, outros arredios. Momentos marcantes acontecem: Uma senhora atende no portão e chora dizendo que está com problemas com a família dentro da casa. Ela não quis falar muito, mas aceitou a oração e o abraço dos missionários.
Um casal aceita a ajuda para descarregar mercadorias, contam que um deles tem problemas de saúde e não dorme devido às dores. No grupo alguém dá o testemunho de ter sido atendido com a novena de NSra das Graças. Sem que nada tenha sido combinado, duas das jovens missionárias tem a medalha na mochila e com elas presenteiam o casal.
Três moças passam e vem conversar, logo estão rezando na rua mesmo, com outros jovens. Um pai com dois filhos se aproxima de uma das duplas, conversa bastante, desabafa sobre a doença de uma pessoa da família, faz com eles uma oração pedindo a cura. Um carro passa, buzina e para logo à frente. A família que está no carro, reconhece uma jovem do grupo, são participantes da RCC em São José dos Pinhais e conhecem a Missão Jesus no Litoral; encontros, fotos e confraternização.
Pena que as horas se esvaem e todos precisam voltar. Antes de ir para o ônibus para o retorno à Matinhos, teve mais um “lanchinho”, afinal a Igreja é Mãe e os jovens filhos devem ser bem cuidados. Eles terão um longo e profícuo caminho como missionários! Com a força do Espírito Santo!

(Pascom Diocese de Paranaguá)